A TUA RÁDIO NO SUL - 102.7FM

JÁ TOCOU
 
A TOCAR
 
VAI TOCAR
 
‘A Palavra é uma Arma’ conta o combate de Silves contra a ditadura

Data

Terá lugar no próximo dia 20 de fevereiro, pelas 21h00, na Sociedade Recreativa Alcantarilhense, a palestra ‘A Oposição de Silves ao Estado Novo’. A conferência, promovida pelo Município de Silves no âmbito do 50.º aniversário do 25 de Abril, integra um ciclo de três conferências ‘A palavra é uma arma’ e será proferida pela investigadora Maria João Raminhos Duarte.

Esta 1.ª sessão irá centrar-se, particularmente, na oposição ao regime ditatorial no concelho de Silves no período entre 1926 e 1974 e de como a cidade, caracterizada por um forte movimento operário ligado à indústria corticeira e pelo republicanismo ‘democrático’ da sua elite local, se destacou, desde o primeiro momento, no combate à ditadura.

‘Em Silves, houve opositores de todos os tipos. Neste âmbito, apresenta-se a história desses movimentos, os seus protagonistas e são identificadas as suas atividades e influência dentro e fora do concelho. De igual modo se apresenta a repressão social, civil e política, a depuração administrativa e, por último, a repressão formal e a violência’, salienta Maria João Raminhos Duarte referindo-se a este tema.

A expulsão da função pública, os despedimentos, as torturas, as prisões e o desterro prolongado fazem parte da memória coletiva da cidade que aqui também se pretende preservar.

As sessões seguintes, que serão alvo de oportuna divulgação, realizar-se-ão nos dias 01 e 15 de março, respetivamente, abordando as temáticas ‘Existência no Feminino: A Mulher Algarvia no Estado Novo’ e ‘A Longa Noite: Presos Políticos Silvenses’.

A entrada é livre.