A TUA RÁDIO NO SUL

JÁ TOCOU
 
A TOCAR
 
VAI TOCAR
 
Campanha de sensibilização para a conservação do cavalo-marinho arranca nas Ilhas Barreira da Ria Formosa

Data

O Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) e o Almancil International Rotary Club (AIRC) lançam iniciativa para informar o público acerca da população altamente ameaçada de cavalos-marinhos da Ria Formosa, e do que cada um de nós pode fazer para a proteger.

Há cerca de 15 anos, as pradarias de ervas marinhas da Ria Formosa albergavam a maior população de cavalos-marinhos do mundo. Desde então, esta população diminuiu mais de 90% e encontra-se, atualmente, em risco. Segundo Joaquim Castelão Rodrigues, Diretor Regional do ICNF no Algarve, “se considerarmos que a diminuição da população de cavalos-marinhos poderá ser o espelho do desaparecimento de outras espécies comerciais que usam as pradarias para crescimento, abrigo e alimento, e em última instância da perda de biodiversidade da Ria Formosa, estamos perante uma circunstância que requer medidas de todos os cidadãos.”

Adelino Canário, Diretor do CCMAR e Professor da Universidade do Algarve, salienta ainda que “há mais de 20 anos que as populações de cavalos-marinhos da Ria Formosa, assim como as pradarias de ervas-marinhas que habitam, têm vindo a ser estudadas pelos cientistas do CCMAR. Hoje temos conhecimento das ameaças que estas espécies enfrentam, qual o valor ecológico que representam, e quais as medidas de conservação que devem ser implementadas urgentemente para manter os ecossistemas da Ria Formosa saudáveis”.

Neste contexto, o CCMAR, o ICNF e o AIRC uniram esforços para implementar várias medidas para a conservação dos cavalos-marinhos da Ria Formosa e seus habitats. Uma das medidas passa por informar o público, em particular quem frequenta as praias do Algarve durante o verão, acerca da situação dos cavalos-marinhos e quais as medidas que todos podemos tomar para a sua conservação. No âmbito desta campanha, serão afixados cartazes à entrada das praias, cais e portos da Ria Formosa, apelando para a conservação desta espécie icónica.

Esta campanha de sensibilização, assim como outras medidas que serão implementadas no futuro, insere-se num projeto de conservação apoiado pelo Almancil International Rotary Club. Klaus Ukens, da equipa internacional deste Rotary Club, salienta que “para este projeto, contactámos Rotary Clubs da Europa, África e Estados Unidos da América, reunindo doadores de vários pontos do mundo para apoiar este projeto ambiental em Portugal. É um reconhecimento internacional do valor da Ria Formosa e da necessidade de a estudar e proteger. E estamos ansiosos por implementar mais medidas de conservação apoiadas por pessoas de todo o mundo.”

Esta é a segunda campanha de sensibilização para a conservação dos cavalos-marinhos realizada com estes materiais, sendo que a primeira decorreu em parceria com a Fundação Oceano Azul. Ambas as campanhas se inserem no âmbito das medidas determinadas pelo Plano de Salvaguarda dos Cavalos Marinhos, plano este resultante do trabalho de um conjunto alargado de entidades.