A TUA RÁDIO NO SUL

JÁ TOCOU
 
A TOCAR
 
VAI TOCAR
 
Castro Marim abraça o programa BEM COMUM para capacitação cívica e política de jovens

Data

O Município de Castro Marim arrancou esta semana com o programa BEM COMUM, um projeto que tem a missão de envolver e capacitar os mais jovens para intervir ativamente na democracia e nas decisões coletivas. O Bem Comum é desenvolvido em parceria com a Coolpolitics, associação sem fins lucrativos, e financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian. Decorre paralelamente nos municípios de Pombal, Braga e Coimbra, tendo sido Guimarães o concelho onde se desenvolveu o projeto piloto, em 2020/21.

O principal objetivo é capacitar os jovens para atuarem em prol do bem comum na sua comunidade, de forma informada e sensível aos desafios de um desenvolvimento sustentável. Por outro lado, o programa BEM COMUM visa também tornar o trabalho dos municípios mais permeável ao contributo dos jovens.

O programa divide-se em três fases, tendo-se já iniciado a formação com a equipa de facilitadores, que irão organizar-se e colaborar em todo o desenvolvimento:

  1. MATRIZ DO BEM COMUM: Quais os valores e temas que preocupam os jovens e que estes consideram realmente importantes? Que ideias têm para promover o BEM COMUM no seu município? Realizar-se-ão oficinas em torno do que consideram qualidade de vida, refletindo criticamente e aprofundando conhecimento sobre a realidade local: registam-se e submetem IDEIAS PARA O BEM COMUM na plataforma democraciadobemcomum.pt. Elegem 3 ideias que consideram potenciar a construção do bem comum da sua comunidade.
  2. FORA DO COMUM – DOS IDEAIS ÀS IDEIAS, AO BEM COMUM: os jovens integram grupos de trabalho, ao lado de técnicos do município e, com o apoio de outros especialistas nas áreas em questão, vão transformar as ideias mais votadas em projetos estruturados e relevantes às especificidades locais. Enquanto isso, trabalham competências para a participação democrática, de comunicação, cooperação e organização.
  3. LUGAR COMUM: é o momento em que os jovens apresentam formalmente ao seu Município, o resultado do trabalho coletivo e democrático que desenvolveram, em prol do bem comum, e que culmina na concretização do projeto escolhido pelos jovens, com o apoio e financiamento do Município.