A TUA RÁDIO NO SUL

JÁ TOCOU
 
A TOCAR
 
VAI TOCAR
 
Artista farense Glantosz lança projeto “Auction” no IPDJ Algarve

Data

O projeto “AUCTION”, do artista farense Glantosz, vai ser apresentado ao público no próximo dia 14 de Janeiro, às 17h00, no Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), em Faro, estando a exposição patente até 31 de Janeiro.

Este é um projeto que está a ser feito há três anos, «um culminar de quatro projetos de diferentes linguagens artísticas com um tema no seu foco principal: o racismo. Ou, melhor dizendo, como o artista o interpreta», diz Glantosz, numa nota enviada .

«Após meses de controvérsia, adiamento por culpa da Covid-19 e quebras no orçamento», a “AUCTION” mostra-se «como nunca se apresentou uma exposição no Algarve, e provavelmente no país». O evento de apresentação vai contar com uma performance do artista, «de modo a apresentar as suas imagens duma maneira mais própria e sua».

A exposição é «um set de dois projetos fotográficos», um deles que demonstra uma realidade alternativa, «e se tivessem sido os europeus a serem escravizados», no qual Glantosz questiona «como é que nos sentimos ao ver o nosso povo num estado miserável?», e, por outro lado, o ‘8’, um projeto fotográfico documentário sobre a realidade de ser um artista “não branco” em Portugal, no qual o farense entrevistou quatro artistas: Basuda, Reym Mansour, Perigo Público e Chris Costa.

“AUCTION” é acompanhado de ‘AUCT8ON’, a marca de roupa que o artista algarvio criou, com o objetivo de «expressar-se pela moda», outra das suas paixões, e de «acompanhar o statement de todo o projeto, mostrar que não sou só um fotógrafo», explica Glantosz.

Por fim, na última fase do projeto, o artista farense vai apresentar “auction”, um álbum que o próprio escreveu, produziu, gravou e editou sozinho. Esta é uma obra de 25 minutos que estará disponível no YouTube, Spotify e Apple Music, sendo esta a estreia do artista no mundo da música.

«Sempre tive medo de me expressar pela música, porque não gosto da minha voz, não tenho bons flows, mas sempre tive a criatividade e a escrita. Gosto de ouvir a minha respiração, de ouvir o ruído e gosto de ter a má qualidade de áudio, que representa, para mim, as primeiras fotografias que tirei naquela Minolta dos anos 70» comenta ao falar do seu álbum.

Quando questionado sobre inspiração e como superou o medo de gravar, Glantosz explica que «há três pessoas que são o motivo de eu ter gravado isto: o Fu, que sempre me disse que não interessa a qualidade mas sim a mensagem, o Rock, que sempre teve a capacidade técnica de me dizer o que fazer, e o Dino, que é o meu mentor e que me inspirou a gravar, depois de estar com ele durante a gravação do Badiu».

‘auction’ ainda tem data de lançamento por anunciar, mas está previsto que saia durante o mês de Fevereiro. A intro, produzida por Glantosz, e com a participação de Diogo Inácio (um amigo de infância), é lançada a 14 de Janeiro no YouTube, Spotify e Apple Music