A TUA RÁDIO NO SUL

JÁ TOCOU
 
A TOCAR
 
VAI TOCAR
 
‘MULHER’: um projeto para ver na ArQuente

Data

Jovem artista Glantosz é quem assina a obra.

Como é ser mulher? É em torno desta questão que surge o projeto que pode ser apreciado na Galeria Arco, na sede da ArQuente, nos dias 18, 19 e 20 de março, entre as 17h30 e as 21h00.

“MULHER” BY GLANTOSZ, é uma instalação artística composta por uma exposição de quatro fotografias de grande formato, acompanhadas por entrevistas em áudio e por conteúdos em vídeo-áudio. O primeiro dia da iniciativa, sexta-feira, vai ainda ficar marcado pelo lançamento do tema musical “Mulher”, composto pelo autor.

Para criar este projeto, cuja ideia, e primeira versão, nasceu em 2020, o jovem artista farense entrevistou várias mulheres vítimas de violência. Nesta exibição, que é uma espécie de remake do projeto original, podemos ouvir os testemunhos de uma vítima de violência sexual e de uma vítima de violência doméstica. Já as fotografias, mesmo não revelando a identidade das participantes, revelam muito acerca do tema.

“Este projeto, baseado em histórias reais, serve para mostrar a realidade, crua e dura, de muitas mulheres. É um grito de revolta de um artista homem, que tem noção da liberdade que possui e que lhe permite expor um trabalho como este. Já o tema musical que compus é uma expressão do que me foi ensinado acerca do que é ser-se mulher em Portugal e baseia-se numa história de violência doméstica que me é próxima”, menciona o autor.

Durante estes três finais de tarde, quem for até à sede da ArQuente pode ainda apreciar momentos de performance, poesia e prosa, que contam com a participação de Glantosz (dia 18), Ana Simão (dia 19) e Filipa Barata (dia 20). A entrada é livre.

Glantosz é o nome artístico de João Melo, um jovem farense de 17 anos, que concluiu, este ano, o Curso Técnico de Fotografia, na Escola Secundária João de Deus, em Faro.