A TUA RÁDIO NO SUL - 102.7FM

JÁ TOCOU
 
A TOCAR
 
VAI TOCAR
 
Décima edição das Bolsas de Excelência distinguiu mais 63 estudantes da UAlg

Data

A sessão pública de entrega das Bolsas de Excelência, , que distinguiu 63 alunos da Universidade do Algarve, realizou-se no dia 26 de maio, às 17h00, no Grande Auditório Caixa Geral de Depósitos, no Campus de Gambelas. Esta iniciativa, que já vai na décima edição, este ano contou com a participação de 44 empresas e já premiou 455 alunos, totalizando um apoio de mais de 405 mil euros.

Todos os alunos que ingressaram na Universidade do Algarve (UAlg) em primeira opção, com nota de candidatura igual ou superior a 17 valores, foram premiados com uma bolsa de excelência. Com esta iniciativa, a UAlg pretende motivar os melhores alunos para que prossigam a sua formação nesta Academia, facultando-lhes um ensino de qualidade. A bolsa atribuída paga integralmente o valor da propina do 1º ano de licenciatura ou de mestrado integrado, no valor de 697 euros, aos melhores alunos que se matricularam no 1.º ano, em 2021/2022.

O repto foi lançado pela Universidade do Algarve e, mais uma vez, autarquias e entidades de diversas áreas, como turismo, banca, saúde, imobiliário, comércio, novas tecnologias e serviços, responderam ao desafio, premiando e reconhecendo o mérito e a excelência académica dos estudantes.

António Raiado discursou em nome dos empresários 

Na perspetiva das empresas é muito importante atrair e apoiar novos talentos. Este ano, coube a António Raiado, sócio gerente das empresas António Raiado Lda. e Multiselect, falar em nome dos empresários e das entidades envolvidas. Na sua opinião, esta “é sem dúvida uma iniciativa com bastante impacto porque é mais um argumento para a UAlg atrair os melhores alunos do ensino secundário às diferentes áreas de ensino que ministra”. O empresário referiu-se ainda aos alunos premiados, que apresentaram uma nota de candidatura que varia entre os 17 e os 18,8 valores, “o que mostra como está elevada a fasquia na Universidade do Algarve”. Citando Guy Kawasaki, um dos maiores especialistas mundiais nas áreas de Tecnologia e Marketing, António Raiado lembrou que “o segredo do sucesso de qualquer organização é atrair os melhores e a UAlg está a posicionar-se de uma forma que nos deixa a nós empresários fortemente impressionados”. Mas, segundo o mesmo autor, prossegue “o segredo do sucesso também está em preparar melhor os melhores, e até aqui a UAlg está de parabéns pelas posições cimeiras que ocupa nos rankings mundiais das universidades”. Na mesma linha de pensamento, finaliza, “a questão pertinente é manter os melhores, mas mantê-los motivados”. Do seu ponto de vista, existe um conjunto de fatores externos que devem ser reequacionados para capacitar a UAlg e os empresários de forma a poderem reconhecer os seus melhores e a mantê-los, como por exemplo, “baixar uma carga fiscal elevada sobre o trabalho, ou evitar travões burocráticos às instituições”, deixando o desafio às entidades oficiais presentes.
Esta iniciativa "valoriza o mérito e promove o sucesso académico"

Iris Moreira foi uma das estudantes contempladas. Tem 19 anos e veio do Externato Cooperativo da Benedita. Ingressou na Universidade do Algarve em Ciências Biomédicas, com uma média superior a 18 valores. Nesta cerimónia, discursou em representação dos alunos premiados. Em relação à escolha da universidade, a aluna explica: “Na minha fase de candidatura, considerei este curso porque, para mim, a investigação na área da saúde é muito cativante, mas foi na UAlg que achei o plano curricular que mais ia ao encontro dos meus interesses académicos e saídas profissionais, para além de esta ser uma instituição de referência”. Iris Moreira salientou ainda a importância do tecido empresarial e de outras entidades se associarem a esta iniciativa, “uma vez que valoriza o mérito, e, com isso, promove o sucesso académico”. Na sua opinião, “esta iniciativa é uma aposta nos alunos para que, independentemente da situação financeira, possam colocar em prática as suas capacidades, investindo nos próximos profissionais de excelência e promovendo, assim, o bem-estar desta e das próximas gerações”. No final da sua intervenção, lembrou ainda que “o conhecimento é das ferramentas mais valiosas que temos, e, por isso, acredito que todos os que estão aqui dão o seu melhor, porque com trabalho podemos alcançar todos os nossos objetivos”.

"Através das qualificações podemos construir melhores sociedades”

A terminar, Paulo Águas dirigiu uma palavra de agradecimento às empresas, que desde a primeira edição apoiaram este projeto, permitindo que, pelo décimo ano consecutivo, tenha sido possível a entrega das bolsas de excelência. Em jeito de balanço, o reitor lembrou que as 455 bolsas atribuídas nestas dez edições tiveram origem em 82 escolas ou agrupamentos. Embora cerca de 60% dos jovens que ingressam na UAlg através do Concurso Nacional de Acesso sejam do Algarve, nesta edição verificou-se um aumento do número de escolas premiadas fora do Algarve (15 escolas), face ao número de escolas da região (13 escolas).

Dirigindo-se aos alunos, Paulo Águas lançou a pergunta “Porquê estudar?” e deu a resposta: “Porque através das qualificações podemos construir melhores sociedades”, acrescentando “é isso que nos move”. O reitor lembrou ainda que graças ao facto de as famílias reconhecerem que é importante que os seus filhos estudem, e terem vindo a apostar na sua qualificação, todos irão beneficiar e usufruir de um País melhor, mais competitivo e capaz de criar mais riqueza.

Com o objetivo de consciencializar as novas gerações para a proteção da Ria Formosa e dos seus Cavalos-Marinhos, foi ainda atribuído o Prémio Galope, a dois alunos finalistas de Biologia Marinha, no valor de 400 euros cada. O Projeto Galope nasceu da intenção da Associação Talentos Unidos se juntar a esta causa e contemplou a edição de um livro bilíngue para crianças, financiada pela Direção Regional de Cultura do Algarve e apoiada pela Universidade do Algarve e pelo Centro de Ciências do Mar (CCMAR), com a colaboração de diversos voluntários.

Esta iniciativa das Bolsas de Excelência, inserida num quadro de responsabilidade social, representa um importante sinal de reconhecimento do mérito pelo trabalho desenvolvido por estes alunos, para além de constituir uma significativa ajuda para as famílias suportarem os encargos com os seus educandos.