A TUA RÁDIO NO SUL

JÁ TOCOU
 
A TOCAR
 
VAI TOCAR
 
Novos estudantes da UAlg percorrem 8 Km em atividade de integração saudável

Data

Conhecer a Ria Formosa, disfrutar de obras de arte, compreender a ciência envolvida no estudo do cavalo-marinho na UAlg e preservar o ambiente envolvente, com recolha de lixo no trilho, levou cerca de 30 novos estudantes, de várias nacionalidades, a percorrer 8 Km (entre esculturas de Bordalo II), no dia 24 de setembro, com início às 15h00 no Campus de Gambelas e término na Praia de Faro.

A vice-reitora para a Internacionalização e Desenvolvimento Sustentável, Alexandra Teodósio, sublinha a importância deste tipo de atividades, que promovem uma integração saudável e sustentável dos estudantes na Academia. “Trata-se de criar alternativas na UAlg a uma inclusão mais solidária e democrática dos recém-chegados à região, ou apenas recém-chegados à nossa Universidade. Desta forma, beneficiam da possibilidade de conhecer melhor os campi, fazer amizade com colegas de cursos distintos e em ambiente multilinguístico, tudo em prol da sustentabilidade ambiental e social no futuro”.

Esta iniciativa, inserida num conjunto alargado de atividades promovidas pela UAlg para acolher e integrar os novos estudantes, contou ainda com a participação de alguns docentes, investigadores e funcionários da UAlg.  A Direção Regional da Conservação da Natureza e Florestas do Algarve também se fez representar por Ana Margarida Leal Magalhães. Ao longo de cinco painéis, entre o Campus de Gambelas-Ludo-Praia de Faro (assinados por QR Code), os participantes puderam realizar uma profunda reflexão sobre esta espécie ameaçada, o seu habitat e a sua enorme sensibilidade aos impactos climáticos e antropogénicos na Ria Formosa. Esta ação também contribuiu para a limpeza do trilho, onde foram recolhidos itens, sobretudo de plástico, o mesmo material usado por Bordalo II nos apontamentos que fez nas obras do Cavalo Marinho, quer em Gambelas, quer no parque de campismo da Praia de Faro, ou seja, plástico e artes de pesca ilegal que haviam sido abandonados.

O itinerário pela preservação do cavalo-marinho pretende ser um lugar de encontro de estudantes, cientistas, residentes, e turistas, através do qual, durante a realização de exercício físico e atividades saudáveis ao ar livre, é possível a observação do belo e sustentável das obras do Bordalo II “Big trash Animal colection”, ao alcance de todos (Nova Bauhaus Europeia- belo, sustentável para todos). Através do itinerário é também possível ter a perceção do ciclo de vida desta espécie dependente da Ria e das suas pradarias marinhas, bem como das ameaças presentes. Este percurso elucida ainda sobre de que forma podemos TODOS contribuir para usufruir de um planeta mais saudável. 

Integrado no UAlg Hippocampus encontram-se, com especial relevância, os projetos Hipposave e Alimar, cujos principais objetivos passam pelo conhecimento, proteção e conservação da espécie, bem como a consciencialização do público em geral e escolar para a problemática e impacto do Plástico no Oceano, e necessidade da sua redução através de ações coletivas e individuais de responsabilização.

Esta ação visa também assinalar o início do projeto Sustainable Horizons, coordenado pela UAlg e financiado pela Comissão Europeia, que visa, entre outros aspetos, aproximar os cidadãos dos investigadores e da Academia, sendo uma forma de promover atividades de ciência-cidadã na área da sustentabilidade. Estas atividades juntam a arte, o lixo, a ciência e atividades físicas saudáveis que podem ser realizadas no futuro, por todos, de forma autoguiada, iniciando-se nos campi da UAlg e terminando nas áreas envolventes da cidade ou áreas naturais.