A TUA RÁDIO NO SUL

JÁ TOCOU
 
A TOCAR
 
VAI TOCAR
 
Novos estudantes da UAlg lançaram “mãos à terra” e plantaram espécies nativas no Campus de Gambelas

Data

Cerca de 70 novos estudantes que ingressaram na Universidade do Algarve lançaram “mãos à terra” e plantaram 200 exemplares de vegetação nativa, que incidiu sobre quatro espécies (Sobreiros, Retama, Coronilla e Lavandula). Esta atividade integra um conjunto alargado de iniciativas, promovidas pela UAlg, que visam o acolhimento dos novos estudantes, proporcionando-lhes experiências únicas e enriquecedoras.

Mafalda Almeida, que terminou o 3º ano da licenciatura em Biologia Marinha, foi o “cérebro” desta operação, uma iniciativa ECO Campus e Montanha Verde UAlg, que contou com o apoio do Zoomarine. “Quando ocorreu o incêndio no Campus de Gambelas”, recorda, “fiquei muito sentida porque este é um espaço ao ar livre, aproveitado pelos estudantes, que nos faz falta! E isto é o que difere de muitas outras universidades”. Por isso, explica, “achei que não só seria importante replantar o que já havíamos tido, mas também sensibilizar e alertar para a problemática das alterações climáticas. Esta é apenas uma pequena ação local, mas que pode influenciar comunidades maiores”.

Estudante da licenciatura em Imagem Médica e Radioterapia, Nemis Garcia é cubana e ingressou na UAlg através do concurso internacional. Além de estar a gostar muito do País, da cultura e das pessoas, considera que este tipo de iniciativas é de valorizar porque “são uma forma de conhecer outros estudantes, ajudam a melhorar o ambiente e também porque sem a natureza não somos nada”.

Marina Ribeiro também acabou de chegar à UAlg, veio de Lisboa para o curso de Biologia Marinha. “Acho estas atividades o máximo”, confidencia, “revelando ainda que veio para a UAlg por ter fama de organizar muitas atividades práticas e de campo”. A estudante referiu ainda que quando se matriculei foi logo notificada sobre a realização de diversas atividades, tais como o dia aberto do Clube de Surf, o itinerário do cavalo-marinho, entre outras.

Ainda existem inscrições abertas para o Itinerário do Cavalo Marinho (entre esculturas de Bordalo II), no dia 24 de setembro, às 15h00. Trata-se de uma caminhada com guia e pontos nos qr-codes para conhecer a Ria Formosa, o ciclo de vida do Cavalo marinho e preservar o ambiente envolvente. Este percurso entre o Campus de Gambelas e a Praia de Faro é um circuito linear de 8 km, com transporte incluído no regresso. O ponto de encontro é junto à Escultura do cavalo-marinho do artista Bordalo II, no Campus de Gambelas.

Também a atividade “Partilhar sorrisos por Faro V+”, no dia 26 de setembro, com início às 17h00, tem inscrições abertas. Os estudantes percorrem a cidade, com paragem à porta da Santa Casa da Misericórdia, para partilhar sorrisos com os idosos da instituição. O ponto de encontro é no Campus da Penha, junto à entrada principal do Instituto Superior de Engenharia (ISE).

As atividades são gratuitas, mas de inscrição obrigatória na página da UAlg